sábado, 27 de novembro de 2010

Cenas campestres

dupre4
A obra do magistral pintor francês Julien Dupré é pouco lembrada, talvez porque seu nome, ao longo do tempo, tenha se entrelaçado a outros grandes mestres da pintura realista, como Millet e Jules Breton. Mas Dupré foi um dos principais expoentes da segunda geração de pintores realistas da Escola Francesa. Seu estilo delicado o tornou um dos melhores pintores de cenas campestres do final do século XIX.
dupre3a
Seguidor mais próximo de Breton, Dupré moldou sua mulher camponesa como uma figura quase heróica, mítica, quase em movimento, viva, quase angelical. 
Suas paisagens com céus nublados são dinâmicas, com pinceladas espontâneas, trazendo imagens de grande vivacidade e frescor . Seus animais, personagens e símbolos rurais, como o feno, são de uma beleza arrebatadora para quem (ainda) gosta do traço seguro, acadêmico, com formas densas, com definido jogo de luzes e sombras. Dupré é sempre verdadeiro com a natureza.


Fonte: Wikipedia

2 comentários:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezado engenheiro Vulmar Leite!
O que mais me encanta nas magníficas obras de arte do notável pintor francês Julien Dupre (1851-1910) é (ou seria era?) sua competência em nos brindar com cenas campestres que parecem que a qualquer momento nos dará a graça de tornarmos partícipes das cenas retratadas, além de nos possibilitar divagar sobremaneira!
Calorosas saudações campestres!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP
Calorosas saudações campestres!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP

atellier cesars disse...

Me atrevendo a fazer uma complemento ao comentário do Prof. Ms João Paulo, eu colocaria, ainda, que esta cenas campestres nos remete a nostalgia de nossas origens. Nos leva a buscar dentro de do nosso ser, à pureza, a simpliscidade, na verdade a paz.
Abraços amigos, Ruy César - artista plástico em Araraquara-SP.