segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Quem corre perigo, o homem ou a Terra?

O cientista inglês, James Lovelock, autor da Teoria de Gaia e do livro Gaia: Alerta final, em entrevista ao Estadão, publicada neste domingo, defende o uso de energia nuclear para combater o aquecimento global, além do uso de geoengenharia e a redução da população mundial Também rechaça ideias verdes convencionais, como o plantio de árvores, que para ele não têm o efeito necessário. 

O cientista reconhece que o programa brasileiro de biocombustivel se constitui numa boa medida econômica, mas entende que o Brasil ainda não precisa da energia nuclear.

Questionado, na entrevista, sobre o futuro da Terra, respondeu: “Acho que não há dúvida de que a Terra em si vai continuar a existir por muitos milhões ou até bilhões de anos, podemos ter confiança nisso. Mas são os humanos que estão em perigo e podem ser reduzidos vastamente.

O artigo “Quem corre perigo são os homens, não a Terra”, de autoria de Afra Balazina, e a entrevista com o cientista Lovelock, podem ser lidos no link:

Um comentário:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezado Vulmar Leite!
O tema que o Senhor trouxe à baila nos deixa em estado de comoção, porque a relação que temos com este maltratado e fascinante mundo que habitamos nos torna predadores vorazes.
A Revista Scientific American Brasil, deste mês nos brinda com artigos palpitantes e imperdíveis! Quando li o artigo "Rompendo os Limites do Planeta", publicado na página 21, lembrei-me do Senhor!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP