domingo, 15 de dezembro de 2013

A ESPERTEZA DE DIZER O QUE PENSA OU NÃO, ATRAVÉS DE TERCEIROS

A nossa blogosfera e mídias sociais constituem um mundo fantástico de troca de informações, de expressão de ideias, confidências individuais impensáveis de todas as naturezas, difusão de imagens reais e construídas, denúncias, acusações, defesas e celebrações múltiplas da intensidade da vida de milhares de pessoas que adotamos como amigos, nas nossas páginas das redes sociais ou dos leitores que livremente acessam nossos blogs e sites.

Confesso que jamais poderia imaginar que houvesse tanta liberdade e desinibição das pessoas em expressar seus sentimentos e emoções de forma tão espontânea, sem qualquer preocupação com a censura intelectual, social e econômica dos que se acham acima dos demais mortais. As mídias e os blogs têm o condão de libertar nossos sentimentos das amarras da timidez e da introversão psicológica, que sempre inibiram a criatividade, a participação social e a livre manifestação dos indivíduos, de todas as gerações, nos ambientes sociais e culturais.

Inegavelmente vivemos uma verdadeira e extraordinária revolução cultural  sem precedentes e ainda não consigo vislumbrar quais os limites para os usos dessas ferramentas da tecnologia da informação em benefício da paz, do progresso social e da felicidade plena de toda a humanidade. 

Recentemente, um blogueiro da aldeia se valeu de um comentário que fiz no meu blog, para provocar seus antigos aliados a se manifestarem sobre um tema que permeia em quase todos os partidos políticos que têm assento no Congresso Nacional - A Ação Penal 470, popularmente denominada Mensalão. É o típico caso de quem se vale de um comentário de terceiros para dizer o que pensa, mas que, por esperteza, se exime de emitir opinião sobre o fato, preferindo açular as históricas divergências políticas locais.

É uma forma inteligente de agir e se expressar que também deve ser respeitada.

Um comentário:

Julio Prates disse...

Não é bem assim, Dr. Vulmar. É o peso do seu nome, afinal uma coisa é um simples comentário meu, outra coisa, são reflexões de um homem com sua biografia, ex-prefeito, ex-secretário de Estado, ex-diretor-presidente da EMATER...na história local, temos dois nomes Grandes: Rubem Lang e depois desse Vulmar Leite. Então, é só isso. O nome Vulmar Leite vai continuar assombrando as elites locais, eles o temem, a mim não, sou um modestíssimo blogueiro com meu tempo ocupado para ser babá de minha filhinha.

Só por isso, pinçei e valorei o comentário...mas elogio o debate, aqui em Santiago eles fingem que não participaram do mensalão.