quinta-feira, 1 de abril de 2010

Parceria garante recursos para educação profissional gaúcha


O secretário estadual da Educação, Ervino Deon, assinou em Brasília, nesta terça-feira, 30, convênios no valor aproximado de R$ 40 milhões para a Educação no Estado. Serão beneficiadas 63 escolas técnicas com reformas e melhorias com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e a construção de uma nova escola profissional em Alvorada. Para cinco escolas indígenas do RS, uma parceria entre o governo gaúcho e o Governo Federal garante repasses de R$ 3 milhões para a construção de novos prédios escolares nas escolas estaduais localizadas nas reservas.

Para a nova escola de educação profissional que será construída em Alvorada, o investimento será de R$ 5,7 milhões para a construção de um prédio com área de 12 mil m². No projeto, constam 12 salas de aula, oito laboratórios, ginásio de esportes, cozinha, refeitório, espaços administrativos e auditório. O terreno, localizado no Bairro Umbu, foi doado pela prefeitura municipal de Alvorada. Entre os cursos que serão oferecidos na escola estão Administração e Informática. 

O secretário Ervino Deon, justifica a obra uma que vez que o Governo do Estado identificou a necessidade de instalação da escola técnica profissional depois de realizar levantamento socioeconômico da região. Segundo Deon, a parceria entre Município, Estado e União está materializando um desejo antigo de Alvorada. 

- Com o espaço oferecido pela prefeitura, a estrutura da rede estadual e os recursos federais para construção, devemos a partir de agora começar o levantamento para identificar as reais necessidades do município em relação à mão-de-obra e quais os cursos que Alvorada mais necessita, observou o secretário. 

ESCOLAS INDÍGENAS 

Para as escolas indígenas, Ervino Deon assinou convênio no valor de R$ 3 milhões, junto ao FNDE, para a execução de obras de reformas, melhorias e ampliação de escolas. A partir da iniciativa, serão construídos cinco novos prédios para melhorar a estrutura de escolas estaduais em reservas Kaingang e Guarani. Os projetos, elaborados pelo Governo do Estado, estão prontos desde 2007 e aguardam apenas o envio da verba por parte do FNDE. Serão beneficiados cerca de 740 alunos indígenas. 

Deon explicou que os novos prédios irão substituir estruturas que, atualmente, não comportam mais a demanda de matrículas ou ainda que apresentam instalações precárias, oriundas da falta de manutenção nas últimas três décadas. O secretário destacou, ainda, que as construções irão respeitar pré-requisitos indicados no Projeto Escola Legal, ação que integra o Programa Estruturante Boa Escola para Todos, do Governo do Estado.

Um comentário:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezado engenheiro Vulmar Leite!
Parabenizo o Secretário Estadual de Educação, Ervino Deon, por articular ações, com o escopo de conseguir recursos na esfera Federal, tendo como meta otimizar as políticas públicas educacionais da gestão Yeda Crusius! É auspicioso saber do plano que envolve a parceira do Poder Executivo nas três esferas: Municipal, Estadual e Federal!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP