quinta-feira, 27 de maio de 2010

Parceria com os municípios


Com o prefeito de Caiçara, Zílio Roggia, a governadora Yeda Crusius e o secretário da Educação, Ervino Deon, firmaram, nesta quarta-feira, 26, convênio destinando R$ 5 milhões a 135 prefeituras por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino Estadual no Município (Pradem). "Nós, prefeitos, temos de seguir exemplos de gestão que a senhora implementou, de honestidade, rigor, responsabilidade, competência e transparência com o dinheiro público", afirmou Roggia, em nome dos demais colegas, na cerimônia ocorrida na Praça de Eventos da Secretaria da Educação. "Nossa política em todas as áreas é municipalista. Se enviarmos recursos e conveniarmos com o prefeito, ele faz melhor do que nós", disse Yeda.

A importância dos recursos para o Pradem está na sua finalidade: atender, com a contratação de serviços, necessidades complementares de escolas estaduais localizadas, principalmente, em distritos distantes da sede do município. Entre serviços e profissionais estão, por exemplo, vigias, merendeiras e serventes.

Conforme Yeda, os prefeitos fazem melhor. "Cabe a nós, Governo, fazer os investimentos vindos das prefeituras e regiões que, articuladamente, votam na Consulta Popular, e definem onde esses investimentos devem ser feitos", disse. Roggia agradeceu à governadora, ao secretário Deon e aos servidores da Educação pela eficiência. "Muitos prefeitos, em governos passados, nem queriam assinar o Pradem pelos atrasos que aconteciam", observou.

Na sua manifestação, o prefeito enfatizou a grande parceria do Estado na construção de outras obras nos municípios e no envio de recursos. "Quero vir de público agradecer", falou Roggia. Deon recordou aos presentes – prefeitos, coordenadores regionais de Ensino, professores, diretores de escola e convidados – o forte apoio dado pelo Governo do RS aos educadores. "Hoje proporcionamos acesso à universidade a 15 mil professores", informou. O secretário realçou o momento de tranquilidade e de muita qualidade dos serviços na relação entre Estado, municípios e gestão educacional. "Isso se deve à parceria coordenada pela governadora Yeda com os prefeitos. Os recursos humanos, financeiros e materiais são aplicados com racionalidade, eficácia", ressaltou Deon.

Na avaliação do secretário da Educação, os municípios depositam grande credibilidade no Governo do Estado. Isso é mostrado pelo interesse em firmar parcerias. Desde 2007 foram assinados 2,3 mil convênios somente na área da Educação. "É uma gestão municipalista para gerar desenvolvimento com melhores serviços aos cidadãos", observou.

Esta postagem foi transcrita, na integra, do site www.rs.gov.br

Comento: Gostaria de destacar a importância da articulação das ações e políticas estaduais com os municípios. Nesse sentido, o Estado do Rio Grande do Sul inova e avança na construção de sólidas relações institucionais com os municípios gaúchos, pautando a cooperação entre os entes sempre os critérios de interesse público, prioridades sociais e econômicas demandadas pelas comunidades, em todas as áreas governamentais.

Neste exemplo, na Secretaria Estadual de Educação, é importante destacar a criação do Departamento de Articulação do Municípios (DAM), como instrumento efetivo de fortalecimento da cooperação com os municípios, que vem buscando integrar e aperfeiçoar os programas municipais de educação desenvolvidos pelas redes de escolas municipais e estaduais, que atuam nas mesmas comunidades.

Estes convênios assinados pela Governadora, Secretário de Educação e os prefeitos de 125 municípios resulta do trabalho dedicado e competente da equipe do Departamento, dirigida pela Professora Ivana Genro Flôres, que representa, para orgulho de todos nós, o município de Santiago no Governo do Estado.

Um comentário:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Prezado engenheiro Vulmar Leite!
Considero acertada a decisão da Governadora Yeda Crusius, no que tange a delegar competências e recursos as municipalidades do seu pujante Estado Meridional, com o escopo de otimizar as políticas públicas eduacionais, tornando-as propensas a atenderem as singularidades de cada município! Os maiores beneficários, desta alvissareira medida, são os usuários das escolas públicas, porque terão um canal mais direto ou melhor dizendo, local, para exigirem o cumprimento de preceitos Constitucionais, que estabelecem um ensino de qualidade para todos!
Saudações pedagógicas!
Até breve...
Prof Ms João Paulo de Oliveira